É altura de olhar para dentro

Desde segunda-feira o assunto das consultas tem sido o Corona Vírus e o Medo, o Caos e o Pânico que está a causar. Sem dúvida que o pânico e o medo não são a melhor solução para superarmos este desafio, pelo contrário, o pânico, o stress e o medo baixam as nossas defesas e todo o sistema imunitário.

Temos de ser responsáveis pela nossa saúde individual e coletiva. Estamos a enfrentar um grande desafio pelo que o menosprezo não tem aqui lugar. A leviandade de alguns assusta, assusta sim, porque essa leviandade desresponsabiliza e em última análise pode ser prejudicial, para não dizer criminosa.

Os nossos atos têm consequências, os nossos comportamentos têm repercussões, não só hoje, mas todos os dias!

DGS informa-te como podes tomar as medidas necessárias e de precaução, por favor vê, lê, adota e respeita com rigor!

A saúde dos nossos pais e avós depende da nossa! Os mais velhos são os teus pais e os meus, são também os nossos avós!

Circulam imensas teorias e previsões do nosso futuro, não caiamos nas armadilhas do Medo, mas olhemos com consciência para dentro de nós e para o que este desafio nos ensina. Independentemente de tudo, a natureza está a colocar-nos um travão gigante neste mundo “líquido” em que vivemos.  Neste mundo onde o bom, bem-feito e duradouro pouco interessa, o que interessa é mais, mais rápido e o descartável.

A poluição na China não está só lá, está aqui, eu respiro-a, tu respira-la. A China polui porque nós consumimos! Porque um relógio não chega, os 5 não chegam, os 20 pares de ténis não chegam. Porque te sentes “poderoso” com tudo o que vestes e possuis. Onde estará o teu “poder” na hora do confronto com as forças da natureza? Para que te serve isso? Para que me serve isto?

Os estragos causados por nós fazem-se sentir. Não temos querido olhar para tudo isto, estamos a ser forçados a fazê-lo. É o que está a acontecer. É o planeta a manifestar-se.

A natureza precisa de renascer para o meu bem e para o teu bem.

Esperemos que a quarentena nos leve a refletir, a tomar consciência e nos permita um maior contacto connosco próprios e com a nossa família. Precisamos uns dos outros. Cuidemos uns dos outros, cuidemos através das nossas atitudes e não só com palavras.

Não precisamos de muito. Não corras atrás de 40 enlatados, alguém vai precisar de um e não encontrará e tu terás armazenado 40 na despensa. Não te guies pelo medo, guia-te pelo bom senso.

Não se preocupem, não pré ocupem a vossa mente com algo que ainda não aconteceu! Cuidemos ainda mais do nosso espírito, da nossa alma, mente e do nosso corpo. Só desta forma é que conseguiremos enfrentar os desafios.

Agradeçamos aos médicos, enfermeiros e a todos os profissionais de saúde que colocam a sua saúde em risco pela nossa.

Deixo aqui uns versículos da bíblia, que apesar de não ser religiosa me servem todos os dias de inspiração e que me fazem andar sempre em frente.

Mateus 6

25 “Portanto eu digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa?

26 Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas?

27 Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.