Reiki e Energia

Quando ouvimos a palavra Reiki, a nossa mente associa-a a Energia.

Infelizmente a palavra Energia tem sido utilizada em tantos contextos e de tantas formas que acaba por ser mal entendida e associada frequentemente a práticas esótericas e pseudoespiritualidade. Este é o resultado da vulgarização das palavras e dos conceitos. A prática do Reiki não é de todo uma prática vulgar. Mas, em minha opinião, trata-se   de uma filosofia de vida e uma procura contínua do bem-estar psico-físico, espiritual e energético.

Não tenciono descrever aqui a filosofia do Reiki, os grandes Mestres e profissionais da área conseguirão fazê-lo muito melhor do que eu. O que pretendo escrever aqui, com muito gosto, é da minha experiência e o meu entendimento do Reiki.

Voltando ao princípio, o que é antes de tudo a Energia?  Na Física, a energia está associada à capacidade de qualquer corpo de produzir trabalho, ação ou movimento. De acordo com as leis da física, a energia não pode ser criada, mas apenas transformada. Existem várias fontes de energia, sendo cada um dos tipos de energia capaz de provocar fenômenos determinados e característicos nos sistemas físicos.

Por outras palavras, o acesso à Energia transformadora que é capaz de alterar padrões, pensamentos e formas de estar e sentir, está ao alcance de todos. É um processo inclusivo que não prescinde da nossa participação, que é fundamental. Se os nossos pensamentos nos podem adoecer, por que razão os mesmos não nos conseguiriam curar? A prática do Reiki é uma possibilidade e um convite para acedermos e conetarmos com essa energia transformadora e para além disso para nos conectarmos connosco mesmos. Se ficamos conscientes dos nossos pensamentos, entenderemos o seu porquê, e  talvez os   conseguiremos os mudar. O toque faz parte da prática do Reiki. É um toque terapeutico e que também pode ser a nível súbtil. O calor das nossas mãos traz conforto e  leva-nos  a um nível profundo de contacto e consciência corporal. O nosso corpo também comunica, é só aprendermos a ouvi-lo.

O Reiki é praticado nos hospitais e tem tido bastante adesão graças aos seus benefícios na saúde, alívio da dor, diminuição do stress e dos níveis de ansiedade, etc. Existem imensos artigos e livros sobre os benefícios do Reiki. A prática do Reiki não substituí,obviamente, o ato médico. É uma terapia holística. Já foi cientificamente comprovado o efeito terapêutico do Reiki na saúde integral das pessoas e não nos esqueçamos que a ciência também não consegue explicar tudo. A verdade é que não podemos ter certeza de nada. A certeza traz confiança cega  e a confiança sem claridade, sem lucidez,  é um desastre. As certezas matam as possibilidades, até a possibilidade do nosso corpo se regenerar naturalmente.

O que eu sinto em relação ao Reiki enquanto Psicoterapeuta Corporal é que a prática do Reiki é um convite a um estilo de vida mais consciente. Um convite para mergulharmos dentro de nós. É a prática do bem e do cuidado tanto para com outros como para connosco. Jamais seria possível ajudar e cuidar do outro sem nos cuidarmos antes a nós. Não é por acaso que é recomendado o auto-reiki antes de o  praticar noutras pessoas. Antes de tudo é um processo de auto conhecimento e reequilibrio emocional, fisico, psicológico e espiritual e que não acaba nos 21 dias, é um esforço e uma escolha nossa diária.

Mas o que acontece na prática do auto-reiki? Na minha perspetiva o auto-reiki é um estado de relaxamento meditativo e de conexão com o todo. Com o nosso corpo, com a nossa respiração, com o espaço e com a energia universal que está presente em tudo. Conforme o que já disse acima  é um estado de plena consciência que permite observar saudavelmente a nossa forma de sentir, de estar  e o mais importante, a nossa forma de Ser. Permite detetar tenções, identificar certas dificuldades do nosso corpo e da nossa mente e até padrões de comportamento. Nessa verdadeira conexão, podemos permitir que a energia flua de uma forma mais equilibrada por  todo o nosso ser e assim proporcionar uma maior harmonização interior.  O Reiki pode possibilitar isto. O Reiki não é uma fonte de energia mágica que promete a cura e a felicidade constante. A energia encontra-se disponível em tudo, a felicidade requer trabalho e disponibilidade interna nossa. O que nós criamos e vivemos dentro de nós, transportamos para o outro, para a sociedade, para a natureza, para o mundo. A mudança começa connosco.

O Reiki é um convite à mudança.

Contribuição para a Revista “Usui – Reiki e Estilos de Vida” https://www.joaomagalhaes.com/o-tao-do-reiki/2019/01/revista-usui-9-reiki-e-estilos-de-vida/



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.